Sinais de que a economia americana pode voltar a ir bem animam os mercados; bolsa tem alta de 0,5%, e dólar é negociado a R$ 3,94

Por André Romani

access_time

3 maio 2019, 20h11

Em uma semana sem grandes novidades sobre a reforma da Previdência, devido ao feriado de 1° de Maio, o mercado financeiros fechou a sexta-feira, 3, sem grandes oscilações. O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou o dia com alta de 0,5%, aos 96.007 pontos. Já o dólar teve queda de 0,5%, cotado aos 3,94 reais na venda.

Com o cenário interno sem grandes novidades, notícias externas acabaram influenciando as aplicações, principalmente dados sobre emprego dos EUA. A taxa de desemprego caiu de 3,8% para 3,6%, menor resultado em 49 anos, apontando um crescimento econômico sólido no país. O relatório também mostrou a criação 263 mil vagas em abril, resultado acima da projeção de 180 mil do mercado.

“A interpretação do mercado é que a economia americana pode voltar a ir bem, e isso é bom para todo mundo. Com os Estados Unidos crescendo bastante e forte, acaba levando os outros países junto”, analisa Reginaldo Galhardo, operador de câmbio da Treviso Corretora.

No noticiário corporativo, destaque para os dados divulgados pelo Itaú, que teve lucro de 6,877 bilhões de reais nos primeiros três meses de 2019. As ações preferenciais do banco foram as mais negociadas no pregão da Ibovespa nesta sexta-feira e fecharam em queda de 0,97%. Para Pedro Paulo Silveira, economista-chefe da Nova Futura Investimentos, “o mercado foi muito exigente com esses resultados, que vieram dentro do esperado. Além disso, também ocorreu uma realização (venda de ações) normal, após o balanço”, analisa.

No acumulado da semana, os índices fecharam com pouca variação: o Ibovespa teve queda de 0,24%, e o dólar teve alta pela quarta semana seguida, de 0,19%.

Fonte: Fix Family Office

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here