Os cinco momentos marcantes do Flamengo na Libertadores

0
193

O Flamengo teve dois técnicos, momentos de tensão, chance real de eliminação e uma goleada histórica na edição de 2019 da Copa Libertadores da América. Com o artilheiro da competição Gabigol, que marcou nove vezes, uma equipe entrosada e a arrancada após a chegada do português Jorge Jesus, o rubro-negro chegou ao seu segundo título da competição depois de 38 anos.

A vitória contra o River Plate teve o artilheiro Gabigol como personagem principal depois dos dois gols nos últimos minutos do jogo. A campanha teve outros destaques. Positivos e negativos. Relembre os cinco principais momentos do Flamengo na Libertadores:

1) O sufoco na primeira fase e a classificação no primeiro lugar do grupo

De Arrascaeta, do Flamengo, é marcado por Gonzalez , do Peñarol, em partida válida pela Copa Libertadores

De Arrascaeta, do Flamengo, é marcado por Gonzalez , do Peñarol, em partida válida pela Copa Libertadores (Andres Stapff/Reuters/Reuters)

O Flamengo começou bem. Com o técnico Abel Braga no banco de reservas durante toda a primeira fase da Libertadores, estreou contra o San José na altitude de Oruro, na Bolívia, graças a gol único de Gabigol. O caminho, porém, foi problemático. A equipe perdeu para o Peñarol no Maracanã – com direito a expulsão do artilheiro flamenguista – e foi derrotado pela LDU em Quito, no Equador.

Com a soma dos resultados, o Flamengo chegou a última rodada, em jogo contra o Peñarol, no Uruguai, precisando de um empate para garantir a classificação para a segunda fase. O rubro-negro jogou bem, mas não conseguiu marcar gols. No final, o 0 a 0 colocou o Fla na liderança do grupo, a LDU em segundo e o Peñarol, eliminado, em terceiro. As três equipes somaram 10 pontos no grupo D da Libertadores.

2) Estreia de Jesus com derrota no Equador e risco de eliminação

Rafinha teve muitas dificuldades para jogar no ataque na partida do Flamengo contra o Emelec, válida pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores 2019, no Estádio Banco del Pacifico Capwell, em Guaiaquil, no Equador

Rafinha teve muitas dificuldades para jogar no ataque na partida do Flamengo contra o Emelec, válida pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores 2019, no Estádio Banco del Pacifico Capwell, em Guaiaquil, no Equador (Franklin Jacome/Getty Images)

O Flamengo voltou a sofrer na Libertadores na fase de oitavas de final. Nada deu certo para a equipe no primeiro jogo de Jorge Jesus na competição e a equipe acabou derrotada por 2 a 0 para o Emelec, no Equador, com gols de Caicedo e Godoy. O técnico português havia acabado de chegar e foi muito criticado por suas escolhas – algo impensado atualmente.

Jesus escalou o lateral-direito Rafinha como atacante pela direita e o jogador não se encontrou. Para piorar, fez as três substituições cedo demais e perdeu Diego com uma fratura no tornozelo esquerdo aos 25 minutos do segundo tempo – ficou com 10 homens assim como o Emelec, que teve Vega expulso 17 minutos antes. O Flamengo precisaria ganhar por três gols no Rio de Janeiro para se classificar ou fazer 2 a 0 para levar a decisão para os pênaltis.

3) Classificação no Maracanã nos pênaltis e início da arrancada

O goleiro do Flamengo Diego Alves pega pênalti durante disputa contra o Emelec, pela Libertadores – 31/07/2019

O goleiro do Flamengo Diego Alves pega pênalti durante disputa contra o Emelec, pela Libertadores – 31/07/2019 (Ricardo Moraes/Reuters)

O fantasma das eliminações precoces assombrava o Flamengo mais uma vez. Desde 2010, o clube havia participado quatro vezes da Libertadores e nunca tinha conseguido passar pelas semifinais. Mas neste ano a história seria diferente. Com Gabigol inspirado, o time brasileiro conseguiu fazer o suficiente para levar a disputa para os pênaltis. Venceu por 2 a 0 com dois gols de seu artilheiro.

Nas penalidades, brilhou a estrela de Diego Alves. O goleiro havia sido vaiado pela torcida no final de semana após sofrer um gol de falta de Diego Souza, do Botafogo, mas deu a volta por cima defendendo a cobrança de Arroyo. Queiróz colocou o quarto pênalti dos equatorianos na trave e o Flamengo venceu a disputa por 4 a 2.

4) A volta à semifinal depois de 35 anos

Bruno Henrique comemora gol do Flamengo marcado contra o Internacional pela Libertadores – 21/08/2019

Bruno Henrique comemora gol do Flamengo marcado contra o Internacional pela Libertadores – 21/08/2019 (Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação)

O rival na fase seguinte era brasileiro: Flamengo x Internacional. Um Maracanã lotado por 66.366 pagantes assistiu a um primeiro tempo sem gols. Mas Bruno Henrique, atacante que havia acabado de ser convocado por Tite para defender a seleção brasileira, decidiu a partida para o lado carioca. Dois gols e vantagem garantida para a volta no Beira-Rio.

O jogo em Porto Alegre teve um roteiro parecido na primeira parte. O Flamengo comandando as ações, mas nenhuma bola na rede para nenhum dos dois lados. O Inter conseguiu melhorar depois do intervalo e colocou emoção no duelo com o gol de Rodrigo Lindoso. Acuado, o time de Jorge Jesus só conseguiu empatar após um contra-ataque rápido de Bruno Henrique, que serviu Gabigol, livre, para empatar e colocar a equipe de volta à semifinal depois de 35 anos.

5) “Cincun!” A goleada sobre o Grêmio

Flamengo x Grêmio pela semifinal da Libertadores 2019, no Maracanã

Flamengo x Grêmio pela semifinal da Libertadores 2019, no Maracanã (Kaio Lakaio/VEJA)

O ápice da campanha aconteceu na última partida do Flamengo na Libertadores. Após o empate por 1 a 1 em Porto Alegre, os cariocas não tomaram conhecimento do Grêmio no jogo de volta no Maracanã. Com gols dos zagueiros Rodrigo Caio e Pablo Marí e dos atacantes Bruno Henrique e Gabigol (duas vezes), o rubro-negro anotou um inapelável 5 a 0 para se juntar ao River Plate na final da competição.

A torcida flamenguista, como não podia deixar de ser, abusou dos memes e relembrou de uma entrevista do técnico Jorge Jesus reclamando do número de pancadas que o time sofria. O português disse na ocasião que “cincun” era demais, referindo ao número cinco, que foi a quantidade de bolas que o Flamengo colocou nas redes do Grêmio.

Fonte: Redação SBTV

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here