Mimo da Taurus: mulheres se armam de rosa; homens se armam de preto

0
374

Empresa atua no Congresso, cobra menor carga tributária, convida deputados para seus 80 anos e distribui chaveirinhos em forma de pistolas e fuzis

Depois de apresentar os números de sua empresa – mais de 1 bilhão de munições comercializadas em todo o mundo, produção de 4,1 mil armas por dia no Brasil e um faturamento anual de R$ 790 milhões – o CEO da Taurus no Brasil, Salesio Nuhs, fez questão de entregar a cada um dos deputados presentes na audiência pública na Câmara uma pequena lembrança da empresa: chaveirinhos em formato de pistolas e fuzis de  sua fabricação. Em cores rosa, para mulheres, e preto, para os homens.

A entrega de cada pequena lembrança a um parlamentar era acompanhada de uma rápida conversa ao pé da orelha em favor de seu negócio.

A indústria de armas, como se sabe, foi uma financiadora de campanhas eleitorais quando se era permitido recursos de empresas em eleições. A Taurus integra o grupo CBC e é a maior fabricante de armas do mundo Tem unidades fora do Brasil. E interesses no Congresso Nacional.

Salesio conhece bem os parlamentares e circula com alguma frequência na Câmara e no Senado. O empresário cobra tributação menor para o setor. Fala da dificuldade de se investir no Brasil e que é mais fácil produzir nos Estados Unidos e exportar para cá. Sua unidade aqui gera 2,5 mil empregos diretos e 20 mil indiretos.

A Taurus acompanha bem de perto o projeto em discussão nesse momento que flexibiliza posse e porte de armas no Brasil. O governo Bolsonaro fez bem a esse tipo de negócio, mas há resistências.

Enquanto isso, a Taurus segue ofertando lembranças como chaveirinho de suas armas e enviou convite aos políticos para a festa de 80 aos da empresa, a ser comemorado em novembro.

Fonte: Redação SBTV

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here