Amigo de Janot, presidente da OAB-MG quer julgar ameaça contra Gilmar

0
253

Conselho Federal da entidade atendeu pedido da seccional mineira e determinou a suspensão da análise do caso de Janot no DF, que aconteceria nesta terça

O presidente da OAB de Minas, Raimundo Candido Junior, ex-integrante do Ministério Público e amigo de Rodrigo Janot, quer tirar da OAB do Distrito Federal a decisão sobre a perda da carteirinha do ex-PGR e levá-la para Minas Gerais.

Nesta segunda, o Conselho Federal da OAB atendeu o pedido da OAB-MG e determinou a suspensão da análise do caso de Janot pela OAB-DF, que aconteceria nesta terça-feira. Agora, a entidade vai primeiro decidir qual das seccionais deve analisar a conduta de Janot para depois, finalmente, analisar a conduta.

O processo ético foi aberto porque o próprio Janot disse, em entrevista a VEJA, que entrou armado no STF para matar o ministro Gilmar Mendes.

O Brasil tem cerca de 1,2 milhão de advogados. Todos podem ter até 27 inscrições na OAB. Uma delas é a inscrição principal, como ocorre com a carteirinha mineira de Janot. Para advogar nos demais estados eles precisam fazer inscrições suplementares e, por isso, Janot tinha também uma carteirinha do DF.



Fonte: Redação SBTV

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here