Ano já começou, mas grandes do Rio ainda estão no mercado

Todo cartola responsável por montar um elenco diz que no mundo perfeito o ideal é racontar com o grupo fechado antes de iniciar a temporada. No Rio de Janeiro, Flamengo, Fluminense e Vasco estão próximos de saber o objetivo. O Tricolor só não deu termo às negociações por conta de um vetusto namoro.

Trata-se de Wellington Nem. A provável chegada do atacante não chega a ser fundamental para a formação do elenco, mas a possibilidade fez o Tricolor reviver a romance envolvendo o jogador do Shakhtar Donetsk-UCR.

Flamengo e Vasco também estão por uma peça. Cada clube trabalha com um setor específico. Entre os dois, quem tem a maior dor de cabeça é o Rubro-negro, que procura o parceiro ideal para Juan na zaga.

Vaiado pela torcida, Wallace se mantém entre os titulares enquanto o aguardado reforço não chega. A diretoria procura um zagueiro proeminente e rápido e que chegue com status de titular. Esse jogador deve vir do mercado sul-americano.

Já o Vasco está à procura de um atacante matador. Atualmente, a função é desempenhada por Riascos, que tem oferecido conta do recado. O problema é que o colombiano está emprestado pelo Cruzeiro até maio e custa R$ 8 milhões. O jogador não esconde que deseja permanecer em São Januário.

O Vasco tenta reduzir o valor da negociação com o Cruzeiro, mas prepara terreno para um projecto recíproco caso não consiga manter Riascos para a Série B. O mercado pátrio não oferece grandes opções e a diretoria estuda nomes de jogadores sul-americanos.

Situação completamente dissemelhante dos rivais vive o Botafogo, o clube que mais precisa se substanciar no momento. A chegada do atacante Salgueiro amenizou a situação, mas outro jogador para a posição é esperado. Aliás, o Alvinegro procura três reforços: um apoiador, um atacante e um lateral.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram