Balneário Camboriú quer ser 1ª cidade da América Latina com criptomoeda própria

A belíssima cidade de Balneário Camboriú, no litoral catarinense, poderá ser a primeira da América Latina a ter sua própria moeda do dedo. O BC Token está programado para ser lançado em setembro, criado pela empresa especializada em criptomoedas e blockchain Wayne Soluções Digitais. O projeto é da IHit Full HUB, uma startup com foco em soluções inteligentes para o posicionamento eletrônico.

  • Pesquisa: brasileiros investem mais em criptomoedas do que franceses e ingleses
  • MetaMask e Phantom resolvem irregularidade que pode fazer usuário perder criptomoedas

O BC Token é um criptoativo pensado para ser utilizado no dia a dia da cidade. O projeto visa facilitar as negociações entre turistas, comerciantes e aqueles que querem investir. Isto porque na visão de um dos seus idealizadores, Anderson de Almeida, CEO da IHit, a criptomoeda subirá de preço conforme aumentará o seu volume transacionado, semelhante as outras opções do mercado.

A criptomoeda não terá participação do governo lugar e será uma solução de pagamentos on-line e presencial. O envio será momentâneo e poderá ser utilizado em qualquer lugar do mundo via app para celular. Segundo seus idealizadores, o token será de fácil e rápida conversão para o Real. A BCwallet será o aplicativo que intermediará as transações para remunerar, receber e enviar quantia.


Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por B C T O K E N (@bctoken_)

Outro pormenor interessante sobre o projeto é que o BC Token também terá conexão com o Metaverso. Empresas ou qualquer pessoa poderá utilizar o envolvente virtual para disponibilizar visitas a imóveis, para vender ou alugar a propriedade; ou exclusivamente visitar pontos turísticos, por exemplo.

As imagens serão geradas pelos próprios usuários e o aplicativo vai exclusivamente oferecer as ferramentas tecnológicas, explicou Almeida, sobre o projeto que está em temporada de finalização. O destaque vai para aqueles que comprarem ou alugarem utilizando o token: esses terão descontos nas transações relacionada ao turismo e entretenimento em Balneário Camboriú. “Balneário Camboriú é o nosso laboratório, vamos inovar nesta cidade vanguardista por natureza. Mas os planos da iHit Full HUB é ativar moedas virtuais em outros municípios do Brasil ainda leste ano”, diz o executivo.

Almeida explicou que em muro de 60 dias haverá o pré-lançamento, e será disponibilizada uma pré-venda da moeda para os interessados comprá-la por um valor mais reles. Na estreia solene prevista para setembro, o token será vendido por um preço maior.

Leia a material no Canaltech.

Trending no Canaltech:

  • Os 7 melhores filmes de zumbi na Netflix
  • Samsung tem muro de 50 milhões de celulares “encalhados” em estoque
  • Qual é o melhor celular para fotos em 2022?
  • 5 motivos para NÃO comprar a Fiat Toro 2022
  • Conheça o trabalho do brasílio premiado pela preservação das araucárias

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram