Estação histórica da EFMM no província de Iata é revitalizada e será ponto de atendimento ao turista

Sítio é mais uma opção de rota de turismo do Estado

O província de Iata, em Guajará-Mirim, voltou a ter um sítio uma vez que opção turística. Nesta terça-feira (21), foi realizada a solenidade de reabertura do Núcleo de Atendimento ao Turista – CAT/Estação Iata. O sítio foi restaurado pela Secretaria de Estado do Turismo – Setur e contou com o base da Secretaria de Estado de Obras e Serviços Públicos – Seosp em todo o trabalho técnico de arquitetura e engenharia que a estrutura demandava.

Localizada a 27 km do núcleo da cidade, a estação foi revitalizada com o propósito de servir uma vez que um ponto de prestação dos serviços de atendimento ao turista que, durante a visitação terá a oportunidade de saber um pouco mais da história da localidade por meio de exposição histórica da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.

Para o Superintende da Setur, Gilvan José Pereira Júnior, a obra é um lucro e resgate para o turismo e cultura sítio e que teve a parceria da Seosp que tem desenvolvido trabalhos de revitalização de várias obras nos 52 municípios do Estado. “A estação traz um resgate da cultura, da história ao turismo do Estado de Rondônia. O província era também o caminho do trem na EFMM, o que torna o sítio mais atrativo aos turistas. Nessa obra, a Seosp entra exatamente na segmento técnica, onde engenheiros e arquitetos se colocaram à disposição para toda a segmento de revitalização. E hoje é uma veras. É uma entrega muito importante para o rondoniense e todos os turistas que escolherem essa região para saber”, enfatizou.

Aluízio Caetano, um dos moradores mais antigos do província falou da felicidade de ver a obra revitalizada. “Ver essa estação dessa forma é um prazer, pois estava abandonada. Só temos a agradecer ao Governo de Rondônia e toda equipe pelo zelo que está tendo com o nosso lugarejo. Antigamente, os colonos transportavam mercadorias uma vez que arroz, farinha, milho, feijoeiro, tudo produzido cá e eram enviadas para outras cidades do Estado, e ainda, para Manaus e Belém. Hoje, o que temos é história e o sítio está disponível justamente para segmento de turismo e cultura, valorizando assim nosso província tão estremecido”, enfatizou.

O secretário ajuntado da Seosp, Jefferson Rocha, durante a solenidade no Núcleo de Atendimento ao Turista, ressaltou a parceria entre Setur e Seosp.“Estar presente no evento que vai iniciar a atividade turística na Estação é muito gratificante. O sítio que foi um importante ponto logístico no pretérito, agora, fica para as gerações do presente e horizonte. Quero expor que a Seosp é parceria da sociedade realizando trabalhos de engenharia e arquitetura nos quatro cantos do Estado”, destacou Jefferson Rocha.

A comunidade do pequeno província foi convidada para o evento

O Governo do Estado destinou para o trabalho de realização do serviço no sítio, o valor de R$ 259.655,80 (duzentos e cinquenta e nove milénio, seiscentos e cinquenta e cinco reais e oitenta centavos).

 HISTÓRIA

O nome do província se refere ao rio Iata (Bolívia),  originou-se a partir de uma base dos trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré – EFMM e comunidades agrícolas. Mais tarde, a colônia cearense chegou para contribuir com as práticas agrícolas, depois a geração do Território Federalista do Guaporé, em 1943. Mas a relação da localidade com Guajará-Mirim era feita por uma estrada de terreno que precisava de manutenção regularmente.

Só em 2013, o trecho de sete quilômetros foi asfaltado até a BR-429, que liga Guajará-Mirim à BR-364. Considerada uma terreno em potencial para cultivo na idade, tinha o objetivo de abastecer Guajará-Mirim em mantimentos e se tornou o província de Guajará-Mirim, em 1998 pela Lei Municipal N° 671.

INVESTIMENTOS PARA GUAJARÁ

O município tem previsão de receber do Executivo Estadual mais investimentos, tapume de R$ 4 milhões de reais para diversas obras uma vez que: obtenção de kits para iluminação de avenidas; nos bairros Jardim das Esmeraldas, Próspero, Pentecostal, Nossa Senhora Aparecida, Caetano, Fátima, São José, Liberdade, Triângulo, Núcleo, Serraria, Tamandaré e Santa Luzia; obtenção de acessórios para Iluminação Pública, iluminação da avenida principal 2ª lanço (UNIR até o Rio), revitalização da Rossio Jorge Teixeira, dentre outras que estão sob responsabilidade da Seosp.

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram