Perrone – Corinthians teme que queda de secção de teto da estádio espante torcedores

Desde sua inauguração em 2014, a Estádio Corinthians enfrenta uma série de problemas. Na maioria das vezes eles são vistos pela diretoria porquê sem valor. Porém, a queda de secção do teto da ingresso da superfície vip do estádio, revelada pela Folha de S.Paulo, mudou o comportamento da direção do clube.

Ao contrário das outras vezes, a diretoria enxergou o trajo porquê grave e imediatamente pediu explicações para a Odebrecht, apesar de proferir ao UOL Esporte que não vê o trajo com preocupação. Um dos advogados do clube foi acionado logo depois de o problema ser relatado à direção.

Uma perícia foi pedida para explicar o que causou o acidente, que, segundo quem estava na estádio, poderia ter vitimado uma pessoa que passou pelo sítio da queda instantes antes de o revestimento de gesso desabar.

Ao mesmo tempo em que mostrou temor de outras áreas próximas estarem com risco de queda, a termo de ordem no clube foi de tentar impedir a informação de chegar à prensa. Havia o receio de que a divulgação do trajo espantasse os torcedores do estádio. A teoria era se contornar de cuidados para que não existissem riscos para o público, mas sem fazer vanglória.

Antes da queda, porquê mostrou o blog, a estádio vinha sofrendo com problemas de infiltração, considerados pela diretoria de pequena valor. Em janeiro, dois buracos se abriram do lado de fora do estádio, um deles perto da ingresso do setor setentrião, próximo ao sítio em que um guindaste tombou durante as obras provocando a morte de dois operários.

No início da semana passada, murado de dez lanchonetes da estádio sofreram com infiltrações durante fortes chuvas e tiveram suas paredes danificadas.

Poucos dias depois, na última quinta, houve a queda do teto. O acidente deverá ser claro de questionamentos de conselheiros em reunião do Parecer Deliberativo do clube marcada para o próximo dia 7, justamente para tratar sobre o estádio. A convocação para o encontro fala somente em “informações sobre a Estádio Corinthians”.

Os conselheiros não foram informados sobre detalhes e se dividem em duas expectativas. Acreditam que será apresentada proposta pelos naming rights do estádio ou dadas explicações sobre se a construção faz secção das investigações da lava jato.

Independentemente do que irão ouvir, os membros do parecer agora devem indagar a direção a saudação dos problemas do estádio.

 

Esporte

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram