Termo do Lightning? EUA quer regular ingressão padrão para smartphones

Parece que 2022 não será um ano fácil para a Apple: um grupo de senadores democratas enviou uma epístola ao Departamento de Negócio dos Estados Unidos para que o país regulamente que todos os fabricantes de smartphones adotem o mesmo padrão de ingressão.

No documento, os senadores Ed Markey, Elizabeth Warren e Bernie Sanders pedem que a instituição crie meios de testificar um método de carregamento geral a todos os aparelhos. A solicitação segue os mesmos passos da regulamentação na Europa, em seguida a União Europeia estipular o padrão USB-C em todos os tablets e smartphones a partir de 2024.

“A UE agiu sabiamente em prol do interesse público ao enfrentar poderosas empresas de tecnologia em relação a levante problema de mercado e ambiental. Os Estados Unidos devem fazer o mesmo”, assinam os senadores.

A solicitação critica diretamente os padrões únicos para dispositivos de marcas específicas, uma vez que o padrão Lightning usado nos aparelhos da Apple. Ao transmigrar de uma marca para outra, os consumidores teriam de renovar também cabos e carregadores, o que gera uma quantidade desnecessária de lixo eletrônico.

Padrão pode não ser USB-C

Os senadores utilizaram argumentos similares aos dos regulamentadores na União Europeia para proteger a padronização das entradas nos dispositivos eletrônicos. Na Europa, a decisão de uma ingressão única terminaria, por termo, excluindo a premência das fabricantes de smartphones de incluírem carregadores em seus aparelhos. Ao invés disso, os carregadores seriam vendidos em avulso.

À estação da aprovação, críticos do projeto apontaram que a restrição impediria inovações no setor, argumentando que padrões privado poderia atender melhor as necessidades de seus aparelhos em desenvolver, por exemplo, carregamentos mais rápidos.

Entretanto, ao contrário da Europa, que escolheu o padrão USB-C uma vez que a norma para os dispositivos desde o início do projeto de leio, os senadores estadunidenses não estipularam uma ingressão uma vez que regra. Ao invés disso, determinaram que o Departamento de transacção “crie sua própria estratégia” para resolver a questão. Porquê resultado, é verosímil que aparelhos eletrônicos tenham padrões incompatíveis entre os mercados internacionais, por exemplo.

Caso seja legalizado, o novo padrão será outro golpe nos planos da Apple. A empresa de Cupertino pode ter de desabitar sua ingressão proprietária, já otimizada para seus dispositivos, para adotar dois padrões diferentes, a depender do mercado.

Até o momento, o Departamento de Negócio não respondeu a epístola nem tomou decisões em relação ao posicionamento dos senadores.

(*) Com informações do The Verge

UOL Tecnologia by [author_name]

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram