Volante do Grêmio explica frase polêmica sobre o Inter: “Falei com coração”

Edinho foi simples. Em 29 de janeiro, disse que já havia sido vencedor da Libertadores com um grupo muito subalterno ao elenco atual do Grêmio. E o volante só venceu a Libertadores pelo Inter. Nesta quarta-feira, em seguida a vitória por 1 a 0 diante do Veranópolis, ele disse que não se arrepende do que disse. 

“Não me arrependo, não. Falei com o coração e foi uma coisa verdadeira”, disse o marcador ao ser questionado sobre a polêmica criada. 

 

A torcida do Inter, de pronto, se postou contra o marcador. A do Grêmio apoiou as colocações e até aplaudiu a ingressão do volante no jogo seguinte. 

 

Nesta quarta ele explicou suas frases, mas manteve a postura ao declarar que o elenco vencedor da Libertadores de 2006 pelo Inter, e que depois venceria o Barcelona na final do Mundial, é subalterno ao atual grupo gremista. 

 

“Estávamos tomando muitas pancadas. E naquele ano, o Abel falava que iria lapidar os diamantes. E falavam que éramos carvão, que não teria porquê lapidar. Depois que o time se torna vencedor, todo mundo é bom. Temos nos pronto muito e treinado muito para ocupar nascente título”, disse o volante. 

 

Titular em seguida a lesão de Walace, Edinho atuou os 90 minutos contra o Veranópolis, recebeu elogios depois da partida e já mostrou interesse em atuar novamente na sexta-feira, diante do São José. No entanto deve ser preservado, segundo o técnico Roger Machado, devido ao compromisso do próximo dia 17 pela Libertadores contra o Toluca. 

 

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram